domingo, 15 de janeiro de 2017

Mágica era quando os palhaços colocavam a moça bonita de maiô azul com bolinhas verdes dentro da caixa e passavam a serra. A moça, coitada, parecia que já não sentia mais dor, tava desesperada. Mas assim que a poeira da caixa abaixava, tava todo mundo de boca aberta: a moça tava inteirinha, sem nenhuma parte do corpo faltando, nem uma gotinha de sangue.
Também era o moço que conseguia sair de um tubo de água passado a chave, trancado com cadeado, com vinte mil litros de puro H2O, mãos algemadas e de venda nos olhos (!!!!!), tudo isso em meio minuto. Era muita coisa.
Hoje em dia, mágica mesmo é o que você faz comigo na cama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário